O mercado de smartphones é um exemplo de como esses três aspectos são importantes. Na última década, esse foi um dos segmentos que mais cresceu e impactou as nossas vidas.

E tenha em mente que o maior avanço se deu com o ganho de novas funcionalidades. O smartphone abriu caminho para novas indústrias digitais, como trabalho remoto, educação, entretenimento, saúde e bem-estar. Atualmente, ele nos permite capturar, explorar e comunicar com qualquer pessoa.

Vale destacar que a reinvenção constante desse mercado só acontece porque existem empresas dispostas a desafiar limites, correr riscos e quebrar paradigmas. Para prosperar, essas empresas transformaram o smartphone no centro digital de nossas vidas. É isso que as motiva a seguir inovando.

Um bom exercício é olhar para a atual geração de smartphones da categoria premium. Ela é resultado de uma série de decisões tomadas ao longo dos últimos anos e que, em muitos casos, foram consideradas como movimentos pouco óbvios pelo mercado. Sabe a tela grande do seu celular? Então, ela foi introduzida em nossos smartphones em 2011.

Naquela época, o padrão para o tamanho dos displays de dispositivos premium era de pouco mais de 4 polegadas. Mas rapidamente o consumidor abraçou a ideia e telas com mais de 6 polegadas se tornaram o padrão.

E não para por aí… Outros fatores que atualmente são considerados fundamentais em smartphones premium, como as câmeras de nível profissional e os recursos de produtividade, também nasceram como ferramentas voltadas a alguns nichos de usuários e acabaram tornando-se padrão para o mercado.

Lembrando que essas empresas assumem constantemente o risco de quebrar os paradigmas do formato dos dispositivos, num esforço de se reinventar dentro de um mercado consolidado. Em 2019, apareceram os smartphones dobráveis. Esses dispositivos eram vistos com ceticismo por parte do mercado.

Mas o que aconteceu com todas as possibilidades de uso que nasceram com esse tipo de smartphone foi a rápida evolução de um mercado de nicho para o segmento mainstream. 

Outro exemplo importante é  como a liderança em tecnologia e inovação foi responsável por mudar um hábito tão antigo quanto fazer pagamentos. A pergunta “é por aproximação?”, é cada vez mais comum hoje, mas poderia soar até constrangedora quando foram lançados os primeiros smartphones compatíveis com pagamento por aproximação, em 2016.

Tratava-se do início de uma revolução, que hoje está em pleno curso no Brasil. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o pagamento por aproximação cresceu 384,6% em 2021, somando R$198,9 bilhões em compras. No fim de 2021, uma em cada quatro transações presenciais com cartões de crédito foram feitas por aproximação. 

Por último, vale reforçar a mensagem de que liderar também é saber dar exemplos concretos em questões relevantes para o mundo, como a sustentabilidade. Aqui demos o exemplo de uma empresa de smartphone, mas essas estratégias são importantes para todas.

Desafiar limites, saber tomar riscos e quebrar paradigmas são estratégias que só fazem sentido quando estão alinhadas à capacidade de ouvir as demandas dos consumidores a inovações obtidas por meio de investimentos em pesquisa e desenvolvimento. 

Gostou das dicas? Para você quais são as principais características de um líder? Deixe nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato e faça um Orçamento

Converse com nossa equipe e descubra como podemos impulsionar o sucesso da sua empresa!

Trabalhe Conosco

Gostaria de se juntar ao time Vision? Preencha o formulário abaixo e envie seu currículo.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você informa estar de acordo com essa utilização. Para visualizar nossa política de privacidade clique aqui.